Auxílio-Maternidade do INSS: Quando é liberado o pagamento?

Auxílio-Maternidade do INSS: Quando é liberado o pagamento?: Aposentadoria Especial Blog Explica: Auxílio-Maternidade do INSS: Quando é liberado o pagamento? Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem fazer consultas ao extrato previdenciário

Auxílio-Maternidade do INSS: Quando é liberado o pagamento?

Auxílio-Maternidade do INSS: Quando é liberado o pagamento? Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem fazer consultas ao extrato previdenciário (CNIS) pela internet ou fazer agendamento para buscá-lo em uma unidade de atendimento.

O INSS vem adicionando vários serviços que podem ser feitos pela internet com o objetivo de melhorar o fluxo de atendimento nas agências.

Extrato Previdenciário

No caso do extrato previdenciário, o comprovante pode ser obtido pelo site Meu INSS.

Dicas que ajudam a chegar ao Teto pago no INSS

Segundo o INSS, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal já disponibilizam diretamente a consulta ao extrato previdenciário.

O INSS anunciou outros serviços que passarão a ser atendidos somente mediante agendamento, que pode ser feito pela internet (Meu INSS) ou pelo telefone 135, como extrato de empréstimo consignado e extrato de imposto de renda (veja lista completa abaixo).

Todos esses serviços são acessíveis também pelo Meu INSS (site e aplicativo para celulares).

A mudança está prevista na Instrução Normativa nº 96, onde foi estabelecido que o Meu INSS é o principal canal para emissão de extratos e solicitação de serviços do INSS.
Entretanto, caso não consiga emitir o extrato por este canal, o segurado pode agendar atendimento em uma agência.

Auxílio Reclusão no INSS com mitos e verdades do beneficio

Em maio, outros serviços passaram a ser atendidos mediante agendamento, como mudança da agência de relacionamento e mudança do meio de pagamento.
Nos últimos 12 meses, foram mais de 9 milhões de atendimentos para a obtenção dos extratos e mais de 9 milhões para pedidos de benefícios nas agências do INSS.

Cadastro no Meu INSS

Para fazer o cadastro no site Meu INSS, é preciso CPF, nome completo, data e local de nascimento e nome da mãe para gerar um código de acesso provisório. Depois, o segurado deve fazer login, com a senha provisória.

Logo em seguida, aparecerá mensagem para que o cidadão crie sua própria senha, que deve ser alfanumérica, como por exemplo, Seguranca1.

Além disso, é preciso ter em mãos a Carteira de Trabalho, já que algumas perguntas são realizadas para conferir a identidade do usuário, como datas de recebimento de benefícios ou realização de contribuições, nomes de empresas onde trabalhou e valores recebidos.

Se errar mais de uma pergunta, o segurado pode aguardar 24 horas para tentar novamente ou ligar para o 135 e, em último caso, ir à agência do INSS. A senha do Meu INSS é pessoal e intransferível.
Desenvolvido pela Dataprev

Compartilhe
- Advertisement -spot_img

Leia Mais

Recente

Compartilhe