Planejamento Previdenciário

advogado-prev
Compartilhe

O que é Planejamento Previdenciário?

O planejamento previdenciário consiste em planejar a aposentadoria antes de fazer a solicitação, considerando todo o registro de trabalho e as contribuições, para garantir mais benefícios. Realizar o planejamento é importante porque existem diversas exigências a serem cumpridas para requerer a aposentadoria.

Para saber se você cumpriu os requisitos, é necessário separar diversos documentos. Esta função requer disciplina, calma e concentração, ou seja, planejamento.

Quando Começar o Planejamento Previdenciário?

Quanto antes você iniciar o planejamento previdenciário, melhor. No entanto, recomenda-se que a documentação já esteja preparada até os 35 anos, no máximo. É importante contar com a ajuda de um especialista, para que o indivíduo consiga receber sua aposentadoria da melhor forma possível.

Vantagens de Fazer o Previdenciário Previdenciário

  1. Vantagens Financeiras: O planejamento ajuda a evitar os prejuízos de aposentar-se muito cedo ou muito tarde. Exceder o tempo determinado de aposentadoria pode resultar na perda de alguns benefícios. Isso também acontece nos casos de antecipação da aposentadoria, visto que o processo será negado e o funcionário não vai receber pelos meses correspondentes ao tempo do processo.
  2. Segurança para Solicitar: Ao planejar a previdência, é possível garantir que ela está sendo solicitada no momento adequado e que a documentação está em dia. Portanto, as chances do processo gerar problemas são reduzidas.
  3. Contribuir Corretamente: Em Julho de 1994, foi estabelecido que o funcionário deveria receber uma média aritmética de 80% das maiores contribuições, ou seja, não precisa contribuir no teto previdenciário toda vez, o que é recorrente entre as pessoas que não planejaram a previdência. Assim, a função do planejamento é calcular de forma correta quanto o trabalhador deve contribuir para ter o melhor benefício, sem perder dinheiro.

Processo de Planejamento

Após realizar a análise dos dados previdenciários, deve-se considerar todas as possibilidades de aposentadoria, e a associação desses procedimentos são a melhor opção para o caso em especial. Este planejamento tem base no cálculo do valor do benefício, cálculo do tempo de contribuição e prospecção de possibilidades.

 

  • Cálculo do Valor do Benefício

 

Este cálculo possibilita a visualização da possível renda que será obtida através do benefício. A conta é realizada pela lógica que a lei exige, que é o cálculo com 80% das maiores quantias contribuídas.

Porém, este cálculo pode variar, como no caso em que o trabalhador se aposenta devido ao tempo de contribuição, mas com pouca idade, havendo incidência do fator previdenciário.

A maior vantagem do planejamento previdenciário é não ter que se preocupar em realizar esses cálculos, visto que todos vão ser feitos por especialistas que conhecem as leis e as regras do processo, oferecendo o melhor para o cliente.

 

  • Cálculo de Tempo de Contribuição

 

Em teoria, o INSS fornece a lista do tempo de contribuição, entretanto, há uma margem de erro, visto que em certos casos os dados não são fundamentados em dados oficiais concedidos pelo contribuinte, ou não contém os registros completos.

Através do planejamento previdenciário, os cálculos são realizados com base em documentos oficiais, assegurando a autenticidade das informações requeridas. Ademais, também permite a realização de cálculos mais específicos, feitas com outros tipos de contagem.

 

  • Prospecção de Possibilidades

 

Depois de saber os resultado dos cálculos, a última parte é observar as possibilidades. O especialista incumbido de efetuar o planejamento deve apresentá-las, e o aposentado vai escolher após avaliar suas possibilidades.

Se tiver alguma dúvida, entre em contato.


Compartilhe