Destacado

Contribuintes pagarão mais IR pela não atualização tabela pelo Governo

Compartilhe

Contribuintes pagarão mais IR pela não atualização tabela pelo Governo: Aposentadoria Especial Blog Explica: Contribuintes pagarão mais IR pela não atualização tabela pelo Governo. As regras do IR 2020 confirmam que a tabela não sofreu correção pelo índice de

Contribuintes pagarão mais IR pela não atualização tabela pelo Governo

Contribuintes pagarão mais IR pela não atualização tabela pelo Governo. As regras do IR 2020 confirmam que a tabela não sofreu correção pelo índice de inflação em 2019. Na prática, ao não corrigir a tabela, o governo realiza um aumento de impostos. Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal
A tabela do IR não é corrigida desde 2015. A faixa de isenção permanece em R$ 1.903,98 por mês, a mesma do ano passado.
Novo salário mínimo de R$1.045 em 2020 com Bolsonaro(Abre numa nova aba do navegador)
Durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro havia prometido subir a faixa de isenção para cinco salários mínimos, o que equivalia a R$ 4.770 na época. No ano passado, o presidente voltou a falar em subir a faixa de isenção, mas menos, para R$ 3.000.
Considerando a inflação do ano passado, de 4,31%, a defasagem da tabela do imposto atinge 103,87%, segundo estudo elaborado pelo sindicato dos fiscais da Receita Federal, o Sindifisco Nacional.
Para o sindicato, a faixa de isenção do imposto, deveria atingir todos que ganham até R$ 3.881,85 mensais. Com isso, quase 10 milhões de contribuintes que hoje pagam Imposto de Renda se tornariam isentos.
IR 2020: Aposentados do INSS já podem consultar seus informes(Abre numa nova aba do navegador)
A conta do Sindifisco, de defasagem de 103,87%, considera a inflação acumulada e não repassada integralmente para a tabela do IR desde 1996.
Para que a tabela seja corrigida, o governo precisa apresentar ao Congresso proposta por meio de projeto de lei. Segundo o sindicato, do ponto de vista legal, não há nada que obrigue o governo a reajustar anualmente a tabela, ou a vincular o reajuste ao IPCA. (UOL)
Golpes contra aposentados: como não cair em armadilhas!(Abre numa nova aba do navegador)

Notícias Recomendadas para Você


Compartilhe

Você também pode se interessar por

Carregando...