Exageros com álcool, sol e alimentação no verão ameaçam saúde

Exageros com álcool, sol e alimentação no verão ameaçam saúde: Aposentadoria Especial Blog Explica: SÃO PAULO – A estação tida como a mais alegre do ano é também aquela em que as pessoas mais cometem abusos na alimentação, no sol e nas bebidas alcoólicas.

Mas, como a saúde não tira férias, o cuidado deveria valer o ano todo. Evitar contratempos é fácil: basta manter o equilíbrio.

Exageros com álcool, sol e alimentação no verão ameaçam saúde

A estação tida como a mais alegre do ano é também aquela em que as pessoas mais cometem abusos na alimentação, no sol e nas bebidas alcoólicas.

Mas, como a saúde não tira férias, o cuidado deveria valer o ano todo.Evitar contratempos é fácil: basta manter o equilíbrio.

“Se um dia abusou na comilança, compense no outro diminuindo as quantidades e optando por comidas mais leves e menos gordurosas. É importante adotar uma dieta saudável, com alimentos mais naturais, com menos conservantes, menos industrializados, farinha branca e açúcar branco”, diz Débora Poli, gastroenterologista do Hospital São Luiz Itaim.

“Se um dia abusou na comilança, compense no outro diminuindo as quantidades e optando por comidas mais leves e menos gordurosas. É importante adotar uma dieta saudável, com alimentos mais naturais, com menos conservantes, menos industrializados, farinha branca e açúcar branco”, diz Débora Poli, gastroenterologista do Hospital São Luiz Itaim.

O ideal é comer frutas, legumes, verduras, cereais e grãos. Se possível, afaste os doces e as gorduras do cardápio.

  • frutas,
  • legumes,
  • verduras,
  • cereais e
  • una grãos

Cardápio do Filho

A professora Franceli da Fonseca Ramos, 39, da Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo, libera o cardápio dos filhos de 7 e 11 anos no início do verão, época das férias. Se não está em casa com as crianças, a alimentação é feita em restaurantes e lanchonetes.O que não faz mais parte do cardápio são os petiscos vendidos na praia. Ela conta que, há dois anos, ficou quatro dias doente junto com um dos filhos. O quadro era de diarreia e vômito. Desconfiam que o culpado foi o pastel comprado em uma barraca.

“Na época de férias, as pessoas se expõem mais ao comer fora de casa ou armazenando alimentos de forma errada. O mesmo raciocínio a gente aplica à água. Nem sempre a fonte é tratada. Às vezes, é de poço e a reserva está contaminada por fezes ou por animais”, explica Francisco Ivanildo Oliveira Júnior, infectologista do Sabará Hospital Infantil.

“Na época de férias, as pessoas se expõem mais ao comer fora de casa ou armazenando alimentos de forma errada. O mesmo raciocínio a gente aplica à água. Nem sempre a fonte é tratada. Às vezes, é de poço e a reserva está contaminada por fezes ou por animais”, explica Francisco Ivanildo Oliveira Júnior, infectologista do Sabará Hospital Infantil.

Sabará Hospital Infantil

Alimentos Leves

Escolher alimentos leves, de fácil digestão e que necessitam menos de refrigeração é a recomendação dos especialistas. “Como apagões são frequentes no verão, pode estragar o que está na geladeira e no freezer. Com isso, as pessoas consomem produtos que ficaram horas fora da temperatura ideal. Preste atenção na embalagem. Se estiver estufada, provavelmente deteriorou”, diz Júnior.Outra recomendação é em relação ao álcool. Além de causar ressaca, tira a capacidade motora e colabora para aumentar as estatísticas de afogamento.Em grande quantidade, o dano é maior. As mulheres ficam mais suscetíveis à arritmia cardíaca, já que possuem menos água no organismo, além de terem peso corporal menor e apresentarem níveis inferiores de enzimas responsáveis pelo metabolismo do álcool.“A longo prazo, todas as pessoas que se submetem a um consumo excessivo de álcool podem ter dilatação cardíaca ou miocardiopatia, que é do que uma doença …

Compartilhe
- Advertisement -spot_img

Leia Mais

Recente

Compartilhe