Image default
Destacado

Valor da conta de energia segue mais cara no mês de janeiro do próximo ano

Compartilhe

Valor da conta de energia segue mais cara no mês de janeiro do próximo ano: Aposentadoria Especial Blog Explica: Valor da conta de energia segue mais cara no mês de janeiro do próximo ano. As contas de luz dos brasileiros terão bandeira tarifária amarela em janeiro

Valor da conta de energia segue mais cara no mês de janeiro do próximo ano

Valor da conta de energia segue mais cara no mês de janeiro do próximo ano. As contas de luz dos brasileiros terão bandeira tarifária amarela em janeiro de 2020, com cobrança adicional de R$ 1,343 para cada 100 kWh (quilowatts-hora consumidos), de acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A bandeira para o próximo mês é a mesma que está sendo aplicada em dezembro.
Segundo a agência, a manutenção da cobrança extra ocorre por causa do baixo nível de armazenamento dos principais reservatórios do SIN (Sistema Interligado Nacional) e pelo regime de chuvas significativamente abaixo do padrão histórico nas regiões onde há hidrelétricas. Com isso, é preciso acionar as térmicas.
O dados mostram que as hidrelétricas do Sudeste, que concentram os maiores reservatórios do país, estão atualmente com o menor nível de armazenamento desde 2014, mesmo em um período tradicionalmente de chuvas.
Segundo a Aneel, a previsão de chuvas para janeiro mostra que ocorrerá alta nos principais reservatórios, mas ainda em patamares abaixo da média histórica, o que afeta a capacidade de produção das usinas hidrelétricas e demanda o acionamento de parte do parque termelétrico, de maior custo de geração.
Em boletim divulgado nesta sexta-feira (27), o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) já havia indicado previsão de menor índice de chuvas em importantes regiões, como Sudeste (75% da média histórica) e Nordeste (29% da média), no mês de janeiro.
EconomiaPor se tratar de um mês de férias escolares, a bandeira tarifária amarela pode pressionar ainda mais o orçamento das famílias.
Com isso, segundo especialistas, não há outro jeito a não ser economizar. Dentre as principais dicas estão tomar banhos curtos e com temperatura razoável, além de desligar a chave-geral ao viajar. (Agências e CG)


Compartilhe

Você também pode se interessar por

Carregando...