Bolsa Família: benefício pode sofrer cortes durante o COVID-19?

Bolsa Família: benefício pode sofrer cortes durante o COVID-19?: Aposentadoria Especial Blog Explica: Bolsa Família: benefício pode sofrer cortes durante o COVID-19? O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, decidiu que o governo

Bolsa Família: benefício pode sofrer cortes durante o COVID-19?

Bolsa Família: benefício pode sofrer cortes durante o COVID-19? O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, decidiu que o governo federal não pode fazer cortes de recursos no Programa Bolsa Família durante o período de calamidade pública no país devido à pandemia do novo coronavírus.

Marco Aurélio Mello atendeu a um pedido liminar feito por governadores de estados do Nordeste, que alegaram suposta diminuição na concessão do benefício na região. Na mesma decisão, o ministro pediu que a União preste informações sobre a alegação dos estados e determinou que a liberação dos benefícios seja feita de forma isonômica em todo o país. 
Bolsa Família sem fila: Saiba como dar entrada e receber todo mês(Abre numa nova aba do navegador)
O Ministério da Cidadania, pasta responsável pela gestão do programa, informou que suspendeu, por 120 dias, bloqueios, suspensões e cancelamentos dos benefícios para verificação de eventuais irregularidades. A medida inseriu mais 1,2 milhão de famílias no Bolsa Família, segundo o ministério.
O abono natalino do Bolsa Família será analisado pela Câmara(Abre numa nova aba do navegador)
Atualmente, o Bolsa Família paga de R$ 89 a R$ 205 por mês às famílias cadastradas. O valor médio corresponde a R$ 191. Gestantes, lactantes (mães que amamentam) e filhos de até 15 anos de idade recebem, cada um, adicional de R$ 41, até o teto de R$ 205.
Bolsa Família: Câmara analisa proposta de abono natalino em 2020

Bolsa Família: Câmara analisa proposta de abono natalino em 2020. O plenário da Câmara dos Deputados poderá votar na próxima terça-feira (17) a medida provisória (MP) que torna permanente o pagamento de 13º salário para beneficiários do Bolsa Família. Aprovado na Comissão Mista do Congresso criada para analisar a MP 898/2019 no início deste mês, o relatório do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) amplia o pagamento do benefício extra em todos os anos com o formato de “abono natalino”. O texto do governo previa o pagamento apenas em 2019, mas o relator fez a alteração
Ao defender a alteração da MP, Randolfe argumentou que o programa pode ser a única fonte de renda de famílias brasileiras. “O programa atende famílias carentes em situação extrema de pobreza e, muitas vezes, é a única renda das famílias beneficiárias”, disse o senador, explicando que “o abono natalino deve ser se tornar permanente, sendo uma política de Estado”, afirmou.
A medida perde a vigência no dia 24 de março e tem gerado um impasse entre os parlamentares já que a mudança depende de adequação dos limites do teto de gastos da União e também de aprovação …

Compartilhe
- Advertisement -spot_img

Leia Mais

Recente

Compartilhe